Top Music Recife - FM 97,1
Quinta-feira, 3 de novembro de 2016 às 10:38 em Música
Com leveza, Rita Lee narra as coisas boas e más da vida em autobiografia

 

Rita Lee tinha seis anos quando perdeu a virgindade com chave de fenda criminosamente manipulada pelo técnico que viera consertar a máquina de costura da mãe da então menina paulistana. Bastou uma distração da mãe para que a garota fosse sexualmente abusada. Dramático, o episódio é revelado por Rita nas páginas 13 e 14 da autobiografia lançada neste mês de novembro pela editora Globo Livros. Tão ou mais traumático na vida de Rita quanto a saída do grupo Os Mutantes, contada 100 páginas depois, nem o drama do abuso torna o livro pesado. A caminho dos 69 anos, a serem completados em 31 de dezembro deste ano de 2016, Rita Lee Jones rememora coisas boas e más da vida com leveza, sinceridade e com a espirituosidade característica dos textos da artista.

(Crédito da imagem: capa de Rita Lee – Uma autobiografia. Capa de Rita Lee e Guilherme Samora)

Acompanhe os detalhes na coluna de Mauro Ferreira, no G1 Música.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!